Diferenças entre classe econômica, executiva e 1ª classe

É seguro dizer que a maior parte da humanidade se vira com voos de classe econômica – também conhecida como “coach”, padrão, standard ou básica – mas para aqueles em busca de um pouquinho mais de conforto durante o voo, há sempre a opção de fazer um upgrade para outra classe de passagem.

Para melhor entender as diferenças de assentos, vamos repassar aqui o que cada classe de passagem representa de fato, e o que se ganha quando se compra um voo na classe econômica, econômica premium, executiva ou primeira classe. O mais importante, no entanto, é lembrar que todas as descrições das classes de assentos e seus luxos (ou falta deles) dependem da companhia aérea com a qual você está voando, do tipo de aeronave você embarcará e se seu voo é de curta ou longa duração.

Você pode ver quais tipos de passagens aéreas estão disponíveis para o seu voo usando o filtro “Classe” na momondo. Depois de fazer uma busca na momondo, clique no menu à esquerda e selecione as opções econômica, premium, executiva, primeira ou mista – para listar quais tipos de passagens quer consultar.

Classe Econômica

A grosso modo, na classe econômica, você basicamente recebe um assento, em um avião, que o leva de um lugar para o outro. Dito isso, existem algumas diferenças, sendo a mais notável relativa à largura e ao chamado “pitch” (espaço para as pernas). A largura pode variar entre 17 e 33 polegadas (43,18 e 83,82 centímetros), enquanto o “pitch” entre 28 e 34 polegadas (71,12 e 86,36 centímetros). Essas poucas polegadas podem não parecer muita coisa, mas quando você fica mais do que seis horas sentado, elas vão fazer diferença sim! Outros fatores que podem variar são tomadas, Wi-Fi, comida, “in-flight entertainment” (tipo de conteúdo disponível nas TVs), tipo de monitor e o nível geral dos serviços.

Antes de seguirmos para a classe econômica premium, vale mencionar que pode existir uma outra classe intermediária em alguns voos, especialmente nos Estados Unidos. Não exatamente premium, mas um pouquinho melhor que a econômica, geralmente conhecida como “economy plus” (ou ainda Economy Comfort, Economy XL, etc.). O que significa basicamente voar com o mesmo serviço da econômica, mas com um espacinho extra para as pernas e um assento reclinável.

Costuma custar um pouco mais para reservar esses poucos assentos, mas o conforto extra também é garantido e, quem sabe, pode até haver algum tipo de mimo extra, bebida e comida a bordo ou speedy boarding (vai depender da companhia aérea).

Classe econômica premium

A classe econômica premium pode ser chamada de várias formas. A Virgin America, por exemplo, chama de “Main Cabin Select”; a British Airways usa o termo “World Traveller Plus”, e a SAS chama de “SAS Plus”. Mas é basicamente a mesma coisa: classe econômica com um upgrade básico. E um custo extra, naturalmente – ainda que nem perto das tarifas das classes executivas.

Voar em classe econômica premium garante um lounge específico no aeroporto, e os assentos serão em uma cabine diferente da econômica. Normalmente, você recebe um assento mais amplo, com mais espaço para as pernas, monitores de TV mais largos, comida melhor (mais opções, drinks grátis etc.) e mais franquia de bagagem.

Classe executiva

Dizem que depois de voar na classe executiva, ninguém mais é feliz voando de econômica novamente. É fácil ver os benefícios de mudar da econômica para a premium economy, mas nada se compara com a diferença de sair da classe econômica para a executiva (ou business). De fato, a classe executiva está se tornando tão boa, que muitas companhias já abandonaram a opção de primeira classe.

Resumindo, é tudo melhor: desde as bebidas pré-voo (em copos de verdade, obviamente) até as refeições servidas em louça real com garfos e facas. Sem falar dos assentos que viram camas, como é de praxe na classe executiva, com larguras de 34” (86,36cm) e espaço de pernas de até 87” (220,98cm).

Algumas companhias oferecem até traslado na ida e na volta, se você está a uma certa distância do aeroporto; e a maioria – se não todas – têm lounge exclusivos no aeroporto, com bebidas e comidas à vontade.

O gigante A380 da Emirates, que não tem medo de excessos, tem um bar completo a bordo exclusivo para clientes business. É um bar de verdade, semicircular, com todo tipo de bebida e servindo coquetéis e petiscos quentes e frios.

Primeira Classe

Epítome das viagens aéreas, a primeira classe é reservada para celebridades e para os super ricos (ou super sortudos). Imagine todos os bônus da classe executiva, envoltos em uma obscena camada de luxo. Entretanto, com exceção da privacidade e tamanho da poltrona (muitos voos de primeira classe não têm exatamente assentos, mas sim suítes individuais), não há muito mais o que fazer para destacar de fato a primeira classe da executiva. Uma diferença gritante, porém, é o preço, chegando a cinco vezes mais caro.

O padrão do serviço na primeira classe é incomparável, com equipe treinada para basicamente adivinhar e atender todas as necessidades do passageiro. A qualidade da comida, claro, sobe de nível também, muitas vezes com menus criados por chefs com estrelas Michelin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *