5 Coisas que provam que não existe gente feia, existe gente pobre


Esses dias vi uma foto da ex-BBB Paulinha Leite de biquíni colorido que me pôs a pensar em um treco. Antes, só para refrescar a memória da turma, essa mina aí, cujo apelido na edição 11 do reality show era Jabulani, em alusão à bola oficial da Copa da África de 2010, saiu daquele antro de insanidade veiculado pela Globo, no qual pagou peitinho e a porra toda, e foi cuidar de dar um trato no visú. Desde então, essa subcelebridade que passou 21 anos sem comer uma puta de uma verdura, encarou dietas que expulsaram 45 quilos de seu shape.

Bem, dito isso e voltando à prosódia, fiquei pensando que Paulinha e outros espécimes de sua horda são a confirmação do canhestro ditado que prega que “não existe gente feia e sim gente pobre”. Não que ela tenha enricado com a participação no BBB ou se transformado na Grazi Massafera (essa sim fera, bitchô!). Mas bastou pingar uns coro de rato na conta da moça – que aliás, é famosa também por ter acertado na Mega-Sena 24 vezes, acredita!? – e ganhar uns jabás do mundo da estética e boa forma para que a então piada de mal gosto passasse a despertar análises mais profícuas e salientes sobre a sua silhueta. Bom, Paulinha não é a única que ataca nesse time, o time dos recauchutados. Resolvi listar aqui cinco exemplos de que vergonha na cara e um pouco de dinheiro ajudam a fazer a vida – e o corpo – mais belos.

#1 Geisy Arruda – Gosto desse ser, ahah! A mina, que ganhou fama ao ser achincalhada e quase agredida por “colegas” de universidade ao usar um vestido rosa em dia de aula, perdeu 20 quilos depois que a fama caiu sobre seu protuberantre quadril

#2 Tati Quebra-Barraco – a funkeira carioca – mito essa aí também! – autora da célebre composição “Sessenta e nove \ frango assado \ de ladinho a gente gosta \ se tu não tá aguentando \ para um pouquinho \ tá ardendo, assopra” encarou 26 plásticas para perder quase 30 quilos.

#3 Andressa Urach – a ex-vice Miss Bumbum exagerou na mão no afã de ganhar notoriedade. Fez infiltração nas coxas 500 ml de hidrogel, dez vezes mais do que é recomendado, tomou anabolizantes, injetou o preenchedor PMMA (metacrilato) no maxilar e nas bochechas, retirou gordura de joelho e colocou nos lábios, retocou o nariz, fez lipo na barriga, colocou silicone nos seios… Enfim, deu um up na caricatura, mas quase morreu por complicações provocadas pelo hidrogel.

#4 Belo – o pagodeiro consertou os dentes tortos, perdeu 20 quilos, criou músculos no corpo e definiu o abdômen. Mas não conseguiu, ainda, ter o bumbum da sua mina, a Gracyanne Barbosa, e fazer um pagode eficiente.

#5 Cristiano Ronaldo – o português era um “raparigo” zuado. Falhas entre os dentes, cabelo ruim de tão duro e um shape fino no melhor estilo mapa do Chile eram mato. Aí o futebol entra em campo para salvar a pele de neguinho que não se destacaria nem em cima de carro alegórico da Mangueira. O gajo, uma vez rico, desfila com uma arcada branca e alinhada, cabelo lambido e corpo sarado próprio para maria-chuterias.



Deixe seu comentário!