7 coisas que vão fazer você morrer muito cedo


Mesmo se tratando da única certeza da vida, a morte não parece uma alternativa muito atrativa. Morrer cedo, então, e deixar todos que você amam e tudo que você mais gosta de fazer, então, é algo fora de questão, pelo menos para a maioria das pessoas. Mas, afinal, será que dá para desacelerar esse relógio negativo e tentar viver mais?

ASsd

Veja, abaixo, 7 coisas que vão fazer você morrer cedo:

1. Não ter amigos

Viver de forma isolada e não ter contato social nem amigos pode fazer você morrer cedo. De acordo com a Ciência, aliás, a solidão mata tanto quanto assassinos seriais, o tabagismo e até mesmo o alcoolismo e chega a superar o número de mortes por obesidade e falta de exercícios. Se for na velhice, então, a probabilidade de você morrer mais cedo por não ter convivência social aumenta para 26%.
Isso porque, além de não ter ninguém para pedir socorro quando você precisar, ou avisar quando você precisa ir ao médico, os prejuízos do isolamento para a saúde mental e física já foram comprovados.

2. Depressão

Não é só o risco do suicídio que pode fazer você morrer cedo se for depressivo. A doença, em si, conforme estudos, já reduz em até 11 anos sua expectativa de vida. Aliás, essa é, mais ou menos, a margem que reduz sua expectativa de vida se você fuma 20 ou mais cigarros por dia. Tenso, não?
Estudos comprovaram que parte a parte dos cromossomos que reduzem de acordo com a idade do corpo, chamada de telômeros, ficam menores mais rápido em pessoas depressivas. Isso, inclusive, aumenta as chances de desenvolver câncer e doenças cardíacas. Sem contar a queda da imunidade, advinda da depressão, que deixa o corpo mais exposto a infecções e outras doenças.

3. Não escovar os dentes

Não escovar os dentes e não usar o fio dental facilita o aparecimento da doença periondontal, que afeta a gengiva na ligação entre ela e os dentes. Isso pode gerar sérios riscos à saúde e, conforme estudos recentes, causa até doenças cardíacas.
Um teste feito em ratos comprovou, por exemplo, que as bactérias que causam a doença aumenta os fatores de risco para as doenças do coração, como inflamação e colesterol. E olha que os ratinhos não estavam estressados e não estavam se alimentando de forma errada, hein!

4. Nascer na época errada do ano

Parece besteira, mas, segundo estudos recentes, o mês que você nasceu pode influenciar bastante em sua saúde e longevidade, sendo capaz até de fazer você morrer cedo. A pesquisa que chegou a tal conclusão foi realizada pela Universidade de Chicago e mostrou que pessoas de 100 anos ou mais, nos estados Unidos outros países do Hemisfério Norte, haviam nascido no outono, ou seja, em setembro ou outubro.
Segundo o estudo, os bebês que nascem no outono costumam a viver mais e a se sair melhor na vida de forma geral. Já, os que nascem na primavera, por exemplo, têm mais chances de sofrer de transtornos alimentares, diabetes tipo 1 e esquizofrenia!
Não se sabe dizer, com certeza, porque isso acontece. Há uma teoria de que os níveis de vitamina D durante a gravidez possa influenciar a saúde dos bebês. Outra hipóteses é de que a dieta seja a grande responsável pela maior ou menor longevidade.
Agora, se você ficou se perguntando, qual o melhor mês para nascer no Brasil, a gente tem a resposta. Aqui e em outros países do Hemisfério Sul, os meses “certos” para nascer e viver mais são março, abril e maio.

5. Passar muito tempo sentado

Estudos realizados na Austrália, mostraram que as pessoas têm até 40% mais chances de morrer cedo se passam muito tempo do dia sentadas, como 11 horas ou mais na mesma posição. Se o hábito de ficar com o bumbum no acento for de 8 a 11 horas por dia, a taxa cai para 15%.
Mas, de acordo com os cientistas, o problema não é, exatamente, estar sentado, mas não se mover. Isso porque o sedentarismo aumenta triglicerídeos e a pressão sanguínea.

6. Assistir TV por muito tempo

Pelo mesmo motivos que você não deve ficar sentado por horas a fio, você também não deve passar muito tempo de seus dias assistindo televisão. Esse hábitos aumenta as chances de desenvolver uma série sem fim de problemas de saúde e pode fazer você morrer cedo.
Estudos mostram, por exemplo, que há cada duas horas a mais que as pessoas passam vendo TV, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta 20% e o risco de desenvolver doenças do coração aumenta 15%. A cada 3 horas extras, as chances de você morrer por qualquer causa é, em média, de 13%.
Apesar de ser um risco real, a Ciência ainda tenta entender porque você morre cedo se deixa a TV controlar seus horários. Apesar da incerteza, há ligações com os hábitos alimentares que se desenvolve comendo em frente à TV, bem como a falta de exercícios e a postura que permanece a mesma por muito tempo.

7. Tomar refrigerante

Não interessa se é com ou sem açúcar. Tomar refrigerante faz você morrer cedo por causa do ácido fosfórico, que em excesso, pode levar a problemas cardíacos e renais, bem como perda muscular e até a osteoporose. Um estudo feito em 2010, por exemplo, mostrou que os ratos que consumiam muito fosfato ou ácido fosfórico morriam até 5 semanas mais cedo que os ratos que tinham uma dieta com níveis normais desse ácido.
Bônus:



Deixe seu comentário!