Escândalo na igreja: padre faz orgia com 9 mulheres e tudo é revelado; vídeo


Para ser padre, além do estudo aprofundado em teologia, o homem precisa abdicar do #sexo. A esse momento especial, a igreja católica dá o nome de “Celibato”. Na prática, no entanto, até como mostra a própria bíblia, o homem é pecador, erra e nem sempre consegue cumprir o que promete. É mais ou menos isso o que está acontecendo na Itália. O país está sendo vítima de um escândalo sexual na igreja católica, como poucas vezes já se viu. Um pároco da cidade de Pádua, que fica no Norte da Itália, está sendo acusado de se envolver sexualmente com várias mulheres. O sexo aconteceria das mais variadas formas, incluindo orgias. Ele teria se deitado com pelo menos nove fieis diferentes.

123

O nome do religioso em questão é Don Andrea Contin. Ele era o chefe da igreja de San Lazzaro, uma das mais tradicionais do país, que agora está abalado diante de tantas denúncias. Além das práticas carnais, o padre gostava de fetiches e jogos durante a prática com suas muitas mulheres. Pelo menos nove fiéis confessaram que fizeram sexo com Don Andrea. Uma investigação extensa foi aberta para cuidar do caso. Por conta disso, o padre foi afastado de suas funções. Dentre outras coisas, ele está proibido de celebrar as missas. Don pode até ser processado na esfera cível, caso o Vaticano ache necessário, já que ele abalou a imagem de uma das mais sólidas igrejas do planeta, a católica.

Uma das mulheres explicou aos investigadores que o pároco dava funções à elas na igreja. Além disso, ele sugeria até mesmo que outros homens participassem dos encontros carnais, realizando orgias com muitas pessoas. O caso ganhou repercussão nesta quarta-feira, 18, aqui no Brasil, através do site da Revista Veja. Muitos brasileiros, na própria publicação da Veja, mostraram-se espantados, mas lembraram que, infelizmente, nas mais diversas religiões, os líderes acabam se corrompendo.

Além de tudo isso, o padre é acusado até mesmo de favorecer uma enorme rede de prostituição. Algumas das mulheres, inclusive, chegaram a ser ameaçadas. Uma delas, de quarenta e nove anos, intitula-se amante do religioso.

Veja abaixo uma reportagem que mostra um canal de televisão da Itália tentando achar o padre mencionado no caso de exploração sexual:



Deixe seu comentário!